Perfil Sócio-Econômico

O Centro Histórico de Salvador compreende a área histórica da cidade de Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia, composto por ruas e monumentos arquitetônicos da época do Brasil Colônia.

O Centro Histórico abrange áreas dos bairros do Pelourinho, da Sé e do Pilar. A via principal de acesso é a tradicional Rua Chile, que inicia na Praça Castro Alves e termina na Praça da Sé.

Entre 1938 e 1945 o IPHAN promoveu o tombamento de vários monumentos isolados, o que não foi suficiente para impedir a degradação do centro. Isso se acentuou principalmente depois de 1960. Somente em 1984 o IPHAN promoveu o tombamento de uma área extensa, de 80 hectares, necessária para que a Unesco declarasse esse sítio Patrimônio Mundial, em 1985. Em 1991 começou um projeto de restauração do centro histórico, sobretudo doPelourinho, visando a sua revitalização e reestruturação urbana, degradada pela modernização e pela transferência de atividades econômicas para outras áreas da cidade. Hoje, o Centro Histórico é um importante ponto turístico em Salvador.

A cidade foi fundada em 1549 por Tomé de Sousa para ser a sede do governo português no Brasil. Sua construção se deu inicialmente em cima de uma escarpa, de forma que ficasse protegida de ataques inimigos, e o primeiro traçado das ruas da cidade é creditado ao arquiteto português Luís Dias. Depois, a cidade se expandiu em direção ao mar, ocupando uma estreita faixa costeira. Nascia aí a divisão de Salvador em cidades Baixa e Alta. A ligação entre essas duas cidades sempre foi complicada. Com o tempo, foram abertas ladeiras e caminhos, construídos guindastes e, em 1872, construído um dos principais cartões-postais da cidade, o Elevador Lacerda, hoje totalmente integrado à paisagem e ao cotidiano do povo soteropolitano.

A fase monumental de Salvador, nas palavras do historiador da Arte estadunidense Robert Chester Smith, se inicia em meados do século XVII, com a transição do estilo arquitetônico renascentista para o barroco. As principais igrejas, solares e monumentos são construídos nesse período, entre eles a a Igreja do Carmo, a Igreja e Convento de Santa Teresa, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, a Casa de Câmara e Cadeia, o Palácio do Governador, o Terreiro de Jesus e a série desobrados e construções do Pelourinho, entre outros.

Monumentos e instalações:
No Centro Histórico estão localizados, dentre outros:

Museu Afro-BrasileiroMemorial da Medicina Brasileira
Catedral Basílica
Igreja e Convento de São Francisco
Casa Ruy Barbosa
Palácio Arquiepiscopal de Salvador
Palácio Rio Branco
Plano Inclinado Gonçalves
Elevador Lacerda
Casa da Câmara
Solar Ferrão

•Pelourinho:

O Pelourinho é o nome de um bairro de Salvador, a capital do estado brasileiro da Bahia. Se localiza no Centro Histórico da cidade, o qual possui um conjunto arquitetônico colonial barroco português preservado e integrante do Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.
A palavra pelourinho se refere a uma coluna de pedra, localizada normalmente ao centro de uma praça, onde criminosos eram expostos e castigados. NoBrasil Colônia, era, principalmente, usado para castigar escravos.

A história do bairro soteropolitano está, intimamente, ligada à história da própria cidade, fundada em 1549 por Tomé de Sousa, primeiro governador-geral doBrasil, que escolheu o lugar onde se localiza o Pelourinho por sua localização estratégica - no alto, próximo ao porto e com uma barreira natural constituída por uma elevação abrupta do terreno, verdadeira muralha de até noventa metros de altura por quinze quilômetros de extensão, facilitando a defesa da cidade.

Era um bairro eminentemente residencial, onde se concentravam as melhores moradias até o início do século XX.

A partir dos anos 1960, o Pelourinho sofreu um forte processo de degradação, com a modernização da cidade e a transferência de atividades econômicas para outras regiões da capital baiana, o que transformou a região do Centro Histórico em um antro de prostituição e marginalidade.

Somente a partir dos anos 1980 (com o reconhecimento do casario como patrimônio da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e dos anos 1990 (com a revitalização da região) é que o Pelourinho transformou-se no que é hoje: um centro de efervescência cultural.

Nas últimas décadas, o Pelourinho passou a atrair artistas de todos os gêneros: cinema, música, pintura, tornando-o um importante centro cultural de Salvador.

Limitando-se ao norte com Pilar, Santo Antônio e Barbalho, ao sul com a Sé e Saúde, a leste com o Comércio e a oeste com Sete Portas, o Pelourinho compõe-se de ruas estreitas, enladeiradas e com calçamento em paralelepípedos.

A partir do início dos anos 1990 a área foi o cerne do processo de revitalização do Centro Histórico, com a desapropriação dos moradores, recuperação de fachadas e prédios.

Atualmente, no Pelourinho, estão as sedes de várias organizações, tais como:
Casa de Jorge Amado e Grupo Gay da Bahia

Perfil Sócio-Econômico

O Centro Histórico de Salvador compreende a área histórica da cidade de Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia, composto por ruas e monumentos arquitetônicos da época do Brasil Colônia.

O Centro Histórico abrange áreas dos bairros do Pelourinho, da Sé e do Pilar. A via principal de acesso é a tradicional Rua Chile, que inicia na Praça Castro Alves e termina na Praça da Sé.

Entre 1938 e 1945 o IPHAN promoveu o tombamento de vários monumentos isolados, o que não foi suficiente para impedir a degradação do centro. Isso se acentuou principalmente depois de 1960. Somente em 1984 o IPHAN promoveu o tombamento de uma área extensa, de 80 hectares, necessária para que a Unesco declarasse esse sítio Patrimônio Mundial, em 1985. Em 1991 começou um projeto de restauração do centro histórico, sobretudo doPelourinho, visando a sua revitalização e reestruturação urbana, degradada pela modernização e pela transferência de atividades econômicas para outras áreas da cidade. Hoje, o Centro Histórico é um importante ponto turístico em Salvador.

A cidade foi fundada em 1549 por Tomé de Sousa para ser a sede do governo português no Brasil. Sua construção se deu inicialmente em cima de uma escarpa, de forma que ficasse protegida de ataques inimigos, e o primeiro traçado das ruas da cidade é creditado ao arquiteto português Luís Dias. Depois, a cidade se expandiu em direção ao mar, ocupando uma estreita faixa costeira. Nascia aí a divisão de Salvador em cidades Baixa e Alta. A ligação entre essas duas cidades sempre foi complicada. Com o tempo, foram abertas ladeiras e caminhos, construídos guindastes e, em 1872, construído um dos principais cartões-postais da cidade, o Elevador Lacerda, hoje totalmente integrado à paisagem e ao cotidiano do povo soteropolitano.

A fase monumental de Salvador, nas palavras do historiador da Arte estadunidense Robert Chester Smith, se inicia em meados do século XVII, com a transição do estilo arquitetônico renascentista para o barroco. As principais igrejas, solares e monumentos são construídos nesse período, entre eles a a Igreja do Carmo, a Igreja e Convento de Santa Teresa, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, a Casa de Câmara e Cadeia, o Palácio do Governador, o Terreiro de Jesus e a série desobrados e construções do Pelourinho, entre outros.

Monumentos e instalações:
No Centro Histórico estão localizados, dentre outros:

Museu Afro-BrasileiroMemorial da Medicina Brasileira
Catedral Basílica
Igreja e Convento de São Francisco
Casa Ruy Barbosa
Palácio Arquiepiscopal de Salvador
Palácio Rio Branco
Plano Inclinado Gonçalves
Elevador Lacerda
Casa da Câmara
Solar Ferrão

•Pelourinho:

O Pelourinho é o nome de um bairro de Salvador, a capital do estado brasileiro da Bahia. Se localiza no Centro Histórico da cidade, o qual possui um conjunto arquitetônico colonial barroco português preservado e integrante do Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.
A palavra pelourinho se refere a uma coluna de pedra, localizada normalmente ao centro de uma praça, onde criminosos eram expostos e castigados. NoBrasil Colônia, era, principalmente, usado para castigar escravos.

A história do bairro soteropolitano está, intimamente, ligada à história da própria cidade, fundada em 1549 por Tomé de Sousa, primeiro governador-geral doBrasil, que escolheu o lugar onde se localiza o Pelourinho por sua localização estratégica - no alto, próximo ao porto e com uma barreira natural constituída por uma elevação abrupta do terreno, verdadeira muralha de até noventa metros de altura por quinze quilômetros de extensão, facilitando a defesa da cidade.

Era um bairro eminentemente residencial, onde se concentravam as melhores moradias até o início do século XX.

A partir dos anos 1960, o Pelourinho sofreu um forte processo de degradação, com a modernização da cidade e a transferência de atividades econômicas para outras regiões da capital baiana, o que transformou a região do Centro Histórico em um antro de prostituição e marginalidade.

Somente a partir dos anos 1980 (com o reconhecimento do casario como patrimônio da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e dos anos 1990 (com a revitalização da região) é que o Pelourinho transformou-se no que é hoje: um centro de efervescência cultural.

Nas últimas décadas, o Pelourinho passou a atrair artistas de todos os gêneros: cinema, música, pintura, tornando-o um importante centro cultural de Salvador.

Limitando-se ao norte com Pilar, Santo Antônio e Barbalho, ao sul com a Sé e Saúde, a leste com o Comércio e a oeste com Sete Portas, o Pelourinho compõe-se de ruas estreitas, enladeiradas e com calçamento em paralelepípedos.

A partir do início dos anos 1990 a área foi o cerne do processo de revitalização do Centro Histórico, com a desapropriação dos moradores, recuperação de fachadas e prédios.

Atualmente, no Pelourinho, estão as sedes de várias organizações, tais como:
Casa de Jorge Amado e Grupo Gay da Bahia